Categoria irá paralisar as atividades nessa sexta-feira, contra a Reforma da Previdência. Após dois dias de manifestações, os trabalhadores voltarão às ruas no dia 14 de junho.

As centrais sindicais e movimentos sociais convocam a classe trabalhadora para a maior Greve Geral dos últimos anos contra a Reforma da Previdência e os cortes de investimentos na educação, além de todos os ataques aos brasileiros e ao país que o Governo de Bolsonaro planeja. Os debates sobre a reforma se intensificam no Congresso Nacional, o movimento sindical sinaliza que, cada vez mais, é necessário que os trabalhadores e trabalhadoras pressionem os deputados e senadores a votarem contra esse projeto nefasto.

Em sintonia com diversas categorias, o Sindicato dos Bancários da Zona da Mata e Sul de Minas, SINTRAF JF, realizou nesta segunda-feira, dia 10, uma assembleia geral para deliberar sobre a greve. Na oportunidade, os presentes debateram sobre as consequências da reforma e compreenderam a importância de paralisar as atividades em defesa da previdência pública para todos e todas. A greve foi aprovada por unanimidade.

A direção do SINTRAF JF acredita que o único meio de barrar essa “deforma” é através da mobilização popular. Em Juiz de Fora a concentração começará às 9 horas nas escadarias da Câmara Municipal e seguirá pelas ruas do centro da cidade.

Além de participar da manifestação você também pode acessar a plataforma da CUT “Na Pressão” e pressionar os deputados através das redes sociais e e-mail a votarem contra o projeto. Lá você confere quem já se posicionou contra e favorável à Reforma.

Trabalhar até morrer não dá!
#BancáriosEmDefesadaPrevidência
#BancáriosNaLuta

Fonte: Sintraf-JF