Bancários de todo o país começaram a decidir nesta terça-feira (4) a adesão à Greve Geral do dia 14 de junho, convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), demais centrais sindicais e pela frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular.

A Fetrafi-MG apoia a greve geral. Os Sindicatos filiados à Federação, em Minas Gerais, também já se organizam.

Hoje é dia de assembleia da categoria no Seeb-Bh. Na sexta-feira (07) o Sindicato dos Bancários de Uberaba e Região define sua participação.

Juiz de Fora, Cataguases, Divinópolis e Pato de Minas fazem assembleias na segunda-feira (10).

Os bancários também divulgam informações sobre os prejuízos que a reforma da Previdência pode causar aos trabalhadores, caso seja aprovada.

Seminários, debates e audiências têm sido realizadas com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre os prejuízos da reforma à classe trabalhadora.

Os bancários também coletam assinaturas no abaixo-assinado unificado das centrais sindicais contra a reforma e disponibilizam computadores nas ruas para que as pessoas calculem o tempo necessário para se aposentar, pelo atual sistema e pela proposta do governo.

A ferramenta de cálculo foi desenvolvida pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).