Bancárias e bancários da CAIXA e do Banco do Brasil de Minas Gerais realizam, neste sábado, 5 de maio, a abertura conjunta de seus encontros estaduais. O evento é realizado na sede do Seeb-Bh e organizado pela Fetrafi-MG/CUT.
Com destaque para a luta em defesa dos bancos públicos e a manutenção de direitos conquistados, os trabalhadores começam a organizar a Campanha Nacional 2018.

A mesa de abertura foi composta pela presidenta da Fetrafi-MG/CUT, Magaly Fagundes, pela presidenta do Sindicato, Eliana Brasil, o diretor de Seguridade da Previ, Marcel Barros, o diretor de Administração e Finanças da Fenae, Cardoso, o presidente da APCEF/MG, Paulo Roberto Damasceno, o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Wagner Nascimento, a coordenadora estadual das negociações com o BB e diretora do Sindicato, Luciana Bagno, e o coordenador nacional da Comissão Executiva dos Empregados da CAIXA (CEE/Caixa), Dionísio Reis.

A Presidenta da Fetrafi-MG/CUT, Magaly Fagundes,falou sobre os encontros dos bancos públicos e privados e sobre os desafios da Campanha desse ano:

https://www.youtube.com/watch?v=GIDWB_sgi6Y&feature=youtu.be

Diante da estratégia de desmonte promovida pelo governo Temer e da reforma trabalhista, todos ressaltaram que será necessária muita mobilização para impedir a retirada de direitos.

Em 2018, a categoria bancária terá sua primeira Campanha Nacional depois da reforma trabalhista do governo Temer. Sendo assim, vários pontos do acordo coletivo dos funcionários estão sob ameaça.

Só com organização, unidade e luta será possível garantir direitos em uma das campanhas nacionais mais duras que a categoria bancária enfrentará.

Os encontros estaduais prosseguem durante todo o dia com a realização de diversos debates sobre conjuntura, defesa dos bancos públicos, previdência complementar e questões específicas dos dois bancos.

Fonte: Fetrafi-MG com Seeb-Bh

Fotos: Alessandro Carvalho