Em defesa dos bancos públicos e dos direitos dos brasileiros, o Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte realizou mais um ato nesta quarta-feira, 29.

Desta vez a mobilização ocorreu em frente à agência do Banco do Brasil, no bairro Itapoã, em Belo Horizonte.

Durante o ato, os trabalhadores denunciaram o desmonte promovido pelo governo golpista de Michel Temer em importantes instituições como o Banco do Brasil e a CAIXA, além de diversas estatais que estão sob risco de privatização.

A própria agência Bairro Itapoã, onde ocorreu a mobilização, é um claro exemplo das práticas que visam destruir o Banco do Brasil. A unidade passa por grave falta de funcionários após redução de quadros com transferências para escritórios digitais.

Além disso, os funcionários da agência sofrem diariamente com a sobrecarga de trabalho, já que duas outras unidades próximas foram fechadas pelo BB.

“O que ocorre no Banco do Brasil faz parte da estratégia de desmonte das estatais adotada pelo golpista Michel Temer. O objetivo do governo é desgastar a imagem do banco junto à população, prejudicar a qualidade de atendimento e reduzir o papel social do BB para que possa, em seguida, entregar o banco público para a iniciativa privada. Estamos mobilizados para defender o que é do povo brasileiro e chamamos todos para participar das mobilizações do dia 5 de dezembro”, afirmou Helberth Ávila, diretor de Pesquisa do Sindicato de Belo Horizonte e Diretor de Comunicação da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro de Minas Gerais – Fetrafi-MG.

Fonte: Fetrafi-MG com Seeb-BH

Fotos: Seeb-Bh