Aumento real dos salários tem forte potencial para promover a melhoria na vida da população

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) disponibilizou um conjunto de informações para nos ajudar a compreender a evolução da situação econômica e social do Brasil. Foram analisados três tópicos:  a saúde financeira do país; o crescimento econômico e inflação; e o mercado de trabalho e condições de vida. 

Para demonstrar a saúde financeira, os critérios apontados foram as reservas internacionais líquidas,  as dívida externa líquida e o resultado primário do governo federal, por exemplo. O crescimento econômico foi analisado através dos números da inflação, da taxa de juros, da taxa de câmbio, da evolução do  Produto Interno Bruto (PIB), do consumo das famílias, entre outros.

Dentre os critérios utilizados para demonstrar as condições do mercado de trabalho, o Dieese elencou a proporção de negociações com aumento real dos salários, como meio de melhorias na vida da população. O Dieese destacou que as negociações visam recuperar o poder de compra e são indicadores importantes das condições de trabalho no país.

Entre os vários indicadores das condições de vida da população estão os de insegurança alimentar, que remetem à “condição de não ter acesso pleno e permanente a alimentos. A fome representa a forma
mais grave”. Em 2021/2022, 15,5% da população estava na condição de insegurança grave – passando fome.

Confira o estudo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *