Centenas de bancários e bancárias participaram da live realizada pela Fetrafi-MG, (25/8), fortalecendo o entendimento sobre a Campanha Nacional, a mobilização, a força e o engajamento para a luta por melhores condições de trabalho e remuneração mais justa.

A presidenta da Fetrafi-MG, Magaly Fagundes, criticou os banqueiros que continuam desrespeitando a categoria ao apresentarem propostas sem aumento real e com a retirada de direitos adquiridos, como da pré-aposentadoria e do afastamento por saúde. “O recado que a gente tem dado é que não vamos aceitar nenhuma proposta que venha retirar direitos já conquistados com muita luta e organização”, destacou.

Magaly criticou, também, a postura dos bancos na negociação da proposta para o vale-refeição e alimentação. A proposta que está na mesa é de 8.8%, mas a projeção de inflação de alimentos chega a 16%.“Nós ficamos 13 rodadas em negociação para discutir o VA e VR e chegamos numa reposição (proposta pelos bancos) que não cobre nem  a inflação de alimentos”, ressaltou.

A presidenta da Fetrafi-MG convocou os bancários e bancárias a se manifestarem nas redes sociais sobre o processo de negociação. Para ela, esta é uma forma de pressionar os banqueiros a apresentarem uma proposta decente e a combaterem o desrespeito com a categoria. “Precisamos estar preparados. Realmente chegamos a um momento da Campanha que a mesa não avança e os bancos continuam com  esse desrespeito (de proposta rebaixada)”.

Magaly informou que não há indicação, nos sindicatos, de que haverá, neste momento, greve da categoria bancária, mas o assunto deve ser debatido na assembleia geral realizada  em diferentes partes do país esta sexta-feira (26/8).

Saúde e segurança no Trabalho 

O presidente do Sindicato dos Bancários e Bancárias de BH e Região,  Ramon Peres,  destacou, na live, o empenho do Comando Nacional para criar uma proposta que garanta efetividade no combate ao assédio as agências. Uma das reivindicações sobre o tema é a apuração de denúncias de forma bipartite (com a participação do sindicato e do banco) e a possibilidade de transferência do trabalhador e da trabalhadora da unidade bancária. 

Peres apontou medidas que já vêm sendo praticadas pelos sindicatos, como a criação de canais de denúncias para vítimas de assédio e programas de debates para trabalhadores. “Também estamos procurando  instituições que são especialistas neste assunto para nos ajudar a criar um projeto,  para que o assédio não ocorra mais nas agências bancárias”, afirmou.

Outro ponto relacionado à integridade dos bancários que os dirigentes destacaram é a retirada de portas giratórias nas agências, dispositivos que inibem o risco de assalto, que gera prejuízo financeiro para os bancos e, também, para a vida dos bancários. 

As contribuições de bancári@s que, de casa, participaram do debate virtual ajudarão no planejamento e fortalecimento da próxima etapa da campanha.

Veja os dirigentes bancári@s de Minas Gerais que participaram da live:

Magaly Fagundes – Presidenta da Fetrafi-MG

César Roberto – Presidente do Sindicato de Patos de Minas

Diego Bunazar – Presidente do Sindicato de Uberaba

Marcelo Neves – Presidente do Sindicato de Patos de Minas

Paulo Brito – Presidente do Sindicato de Teófilo Otoni

Ramon Peres – Presidente do Sindicato de BH e Região

Selim Salles – Presidente do Sindicato de Ipatinga

Watoíra Oliveira – Presidente do Sindicato de Juiz de Fora

Assista a live na íntegra:

Assista a live na íntegrahttps://www.youtube.com/watch?v=4svnDR_Wl6A

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *