Protesto contra Pedro Guimarães na sede da Caixa em Brasília – Foto: Augusto Coelho/Fenae

O diretor de Controles Internos e Integridade da Caixa Econômica Federal, Sérgio Ricardo Faustino Batista, foi encontrado morto em 19/07/22 , ao lado da sede do banco, em Brasília. Ele comandava uma diretoria com relação direta com o escândalo envolvendo Pedro Guimarães, ex-presidente do banco. Ele era responsável por receber e acompanhar denúncias feitas por funcionários por meio dos canais internos do banco e foi encontrado sem vida por vigilantes de plantão.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Ipatinga e conselheiro deliberativo da Funcef, Selim Antônio de Salles Oliveira, defende que a Caixa, como empresa pública, tem o dever de investigar e comunicar se a morte do diretor Sérgio Ricardo Faustino Batista tem relação com as denúncias que envolvem assédio moral e sexual na Empresa, uma vez que a diretoria que ele ocupava tinha ligação direta com os fatos. “Todo o movimento sindical e associativo se solidariza com a família de Sérgio e se indigna com o descaso com que a Caixa vem tratando o assunto”, afirma Selim.

Leia Nota da Contraf-CUT e Fenae sobre a tragédia na Caixa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.