A menos de uma semana das eleições , segundo o Datafolha, 70% dos brasileiros ainda não definiram em quem vão votar para deputad@s e senador@s.

Vale ressaltar que estes parlamentares, junt@s, formam o Congresso Nacional, e são responsáveis por elaborar ou votar projetos encaminhados pelo presidente da República, que podem melhorar ou piorar a vida dos brasileiros, como a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro (PL), que acabou com o sonho de aposentadoria de milhões de brasileiros.

Este ano, disputam uma vaga na Câmara dos Deputados 10.603 candidatos em todo o país, entre eles estão 60% dos atuais 513 deputados federais que vão tentar a reeleição, muitos deles votaram contra os trabalhadores, outros sempre votaram defendendo os direitos sociais e trabalhistas.

Antes de decidir é preciso analisar as propostas e, caso já sejam parlamentares, como votaram projetos de interesse da classe trabalhadora para não votar, sem saber, em inimigos dos trabalhadores e trabalhadoras.

Pela plataforma “Quem foi Quem”. Do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), é possível verificar como foi a atuação de cada um dos deputados federais e senadores em temas importantes, como o congelamento dos salários dos servidores públicos e o trabalho aos domingos feriados.

Para saber a atuação de cada parlamentar, acesse o quemfoiqu0em.org.br, insira o nome para busca. É possível filtrar por ‘deputados’, ‘senadores’, ‘estados’, ‘mandatos’ e ‘partidos’.

Deputados que votaram 100% a favor do trabalhador

Os partidos que mais votaram a favor dos trabalhadores são os seguintes (clique para ver os parlamentares de cada partido):

PSB

PT

PCdoB

PSOL

PV

Rede

A origem não nega. Os parlamentares que votam a favor dos trabalhadores e das trabalhadoras vêm de setores da sociedade que, historicamente, fazem parte da luta por uma sociedade mais justa. O movimento sindical é um deles.

Fonte: CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *