Bancárias e bancários da base da Fetrafi-MG CUT de todo o estado reúnem-se nos próximos dias 20 e 21 (sexta e sábado) para debater “O Brasil que queremos”. A discussão integra a pauta da Conferência Estadual dxs Bancárixs, que também irá abordar as eleições 2022, a resistência diante da retirada de direitos das trabalhadoras e dos trabalhadores, o sistema financeiro e o Fora Bolsonaro.

Segundo a presidenta da Fetrafi-MG CUT e membro do Comando Nacional dos Bancários, Magaly Fagundes, a reforma trabalhista retirou diversos direitos da classe trabalhadora e a categoria bancária foi fortemente afetada. “Temos a questão da garantia do emprego como um dos pontos centrais da luta do movimento sindical bancário na atualidade. O advento dos bancos digitais provocou o fechamento de milhares de postos de trabalho em todo o país. Somamos a tudo isso os ataques a empresas públicas que são patrimônios nacionais indispensáveis para assegurar a nossa soberania”.

Ainda de acordo com a dirigente estadual, este é o momento de organização da categoria para as lutas que se avizinham. “Mobilização e organização estão na nossa ordem do dia. Sabemos que apenas com a unidade das bancárias e dos bancários conseguiremos defender nossos direitos e lutar por mais conquistas e avanços”.

A Conferência Estadual será realizada virtualmente pela plataforma Zoom. Podem participar todas as bancárias e todos os bancários da base dos oito sindicatos filiados à Fetrafi-MG CUT. As inscrições devem ser feitas através dos sindicatos até as 18hs do dia 18/08 (quarta-feira).

 

Da redação da Fetrafi-MG CUT