Cerca de 50 dirigentes sindicais de todo o Brasil participaram das mesas de debates e discussões do V Fórum Nacional pela Visibilidade Negra no Sistema Financeiro, realizado entre os dias 28 e 29 de novembro, na capital mineira.

 

Durante o ato de encerramento foi aprovada a carta compromisso do fórum. O documento ressalta a necessidade de um esforço conjunto que garantam avanços “na questão da visibilidade negra na sociedade e também no sistema financeiro”.

 

A carta também reafirma que os sindicatos “têm um papel fundamental nessa construção, por serem ferramentas de luta dos trabalhadores e das trabalhadoras, por fazerem a ação direta da denúncia, por terem a possibilidade de formar e informar seus representados, e por terem a prerrogativa de negociar políticas afirmativas necessárias para superar as desigualdades”. Leia a íntegra da Carta Compromisso.

 

As lideranças sindicais também aprovaram uma moção de repúdio contra as declarações públicas do atual presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo. O documento afirma que a “Fundação Palmares, é uma instituição do Estado brasileiro e não um biombo para servir a interesses contrários aos objetivos para os quais ela foi criada”.

 

 

O documento ressalta ainda preocupação com o avanço do racismo no Brasil “as formas e manifestações contemporâneas do racismo, da intolerância e do fascismo, estão se empenhando para recuperar o reconhecimento político, moral e, até mesmo, legal das mais variadas maneiras, inclusive, por meio de plataformas de partidos políticos e organizações que tem disseminado o ódio, a violência e a negação dos direitos mais elementares do nosso povo”. .