A Fetrafi-MG realiza no próximo dia 1º de julho (quinta-feira), a partir das 9hs, o Webnário Sequelas Físicas e Psicológicas da Covid-19 – para debater os impactos do coronavírus na saúde das trabalhadoras e dos trabalhadores. A atividade on-line terá a participação da doutora Clarissa Lin Yasuda, médica e professora assistente de Neurologia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (FCM/UNICAMP) e da psicóloga do Sindicato dos Bancários da Zona da Mata e Sul de Minas Taciara Oliveira Scarton.

 

O evento irá apresentar uma pesquisa com pacientes que fazem múltiplas queixas, mesmo meses após a infecção, a postura dos bancos e seus serviços médicos na atenção às bancárias e aos bancários adoecidos; o medo da contaminação pela Covid-19; reestruturações e os impactos físicos e emocionais das demissões, da pressão por resultado e das metas abusivas no contexto da pandemia e o home-office.

 

Também participarão do Webnário a presidenta nacional da Contraf-CUT, Juvandia Moreira; a presidenta da Fetrafi-MG, Magaly Fagundes; o secretário de Saúde da Contraf-CUT, Mauro Salles; a secretária de Saúde da Fetrafi-MG, Helyany Gomes Oliveira; a secretária de Saúde do Sintraf-JF, Taiomara Neto de Paula e a diretora da Secretaria de Saúde do Seeb-BH, Luciana Duarte.

 

Segundo Helyany, o evento irá debater e esclarecer questões ligadas às sequelas físicas e psicológicas do Covid-19. “Precisamos discutir as sequelas da doença e a importância da vacinação. Os danos psicológicos em função do isolamento prolongado, o medo do retorno ao trabalho em um ambiente fechado e altamente adoecedor. Precisamos discutir por quanto tempo esses efeitos irão se manifestar nas pessoas”, pontua.

 

A dirigente estadual ressalta ainda que a doutora Clarissa Lin Yasuda irá apresentar dados da pesquisa NeuroCovid, conduzida por ela, com pacientes que fazem múltiplas queixas meses após a infecção. “A pesquisa demonstra como o novo coronavírus é agressivo, não apenas durante a contaminação, mas também no pós covid. Muita gente ainda não se atentou para esse fato”, enfatiza.

 

Clique aqui para se inscrever até o dia 30/06.

 

Da redação da Fetrafi-MG