A Fetrafi-MG parabeniza o bancário Márcio Kieller pela eleição, no último sábado (27), para a Presidência da CUT Paraná pelos próximos quatro anos. Também foram eleitos o petroleiro Mário Dal Zot (vice-presidência); Vera Pedroso do Sidaen (secretaria-geral) e o trabalhador da agricultura familiar, Neveraldo Oliboni (secretário de finanças).

“Estamos nos preparando para esta tarefa há muito tempo. Temos compromisso com a luta e com o desenvolvimento social porque temos a obrigação por nossos filhos de continuar lutando e deixar para eles um mundo melhor, mais justo e mais fraterno”, afirmou o novo presidente da CUT-Paraná.

Kieller destacou que a nova gestão terá dois compromissos fundamentais. “O primeiro é olhar para dentro da central, das suas federações e sindicatos. O olhar externo que é o olhar da resistência que alcança vitórias e conquistas, mas ainda tem um caminho muito duro pela frente. Só com organização, determinação, aprofundando as relações com os movimentos sociais, dialogando com a sociedade para construir a concepção de sociedade que queremos. Temos que levar esse compromisso”, afirmou.

O vice-presidente da CUT Nacional, Vagner Freitas, destacou a importância do Estado neste momento histórico. “É uma disputa ideológica que fazemos, daqui do Paraná para o Brasil inteiro, de quem defende uma sociedade justa, libertária, democrática e que respeita os cidadãos e quem defende o fascismo e a perseguição aos homens e mulheres e a destruição do Brasil, como propõem o Moro, o Dallagnol e o Presidente da República”, afirmou.

Ao todo, 135 delegadas e 108 delegados participaram do 14º Cecut Lula Livre que definiu a nova direção e o plano de lutas que norteará as principais demandas da central até 2023. Eles representaram 72 entidades de 14 ramos diferentes, além de cinco oposições sindicais presentes no congresso. Clique aqui para conferir a nova direção completa da CUT-Paraná.

 

Fonte: CUT

Foto: Gibran Mendes