Aconteceu nessa quarta-feira (28/02), na sede da Fetrafi-MG, em Belo Horizonte, a Oficina Jurídica Sobre a Reforma dos Estatutos: Representação e Financiamento Sindical.

Em sua quarta edição, o foco da oficina neste ano foi: alterações estatutárias e de representação, a sindicalização, o financiamento sindical e receitas e despesas das entidades sindicais pós Reforma Trabalhista, de 11 de novembro de 2017.

Objetivo foi dar diretrizes e esclarecer dúvidas de como os estatutos podem ser alterados para se adaptarem à Reforma Trabalhista sem, contudo, perder a representatividade.

O Secretário de Assuntos Jurídicos da Federação, Ted Silvino, explica que são muitas as inovações em relação à forma do contrato de trabalho (intermitente, temporário, terceirizado e outros) e é preciso conseguir representar os bancários e outros profissionais de áreas afins.

“A categoria bancária está sob ameaça constante, devido à inovação tecnológica, portanto precisamos aumentar a representatividade, o poder de negociação e a arrecadação, adaptando os estatutos à nova realidade, mas mantendo as conquistas”, relata Ted Silvino.

A Oficina Jurídica foi idealizada e organizada pela Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro de Minas Gerais – Fetrafi – MG e conduzida pela LBS – Advogados, de Brasília.