A presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, denunciou as demissões que os bancos estão promovendo em plena pandemia. Em entrevista para a TVT, na segunda-feira (28). Juvandia falou que os bancos estão descumprindo acordo firmado no primeiro semestre do ano, de que não haveria demissões de bancários durante a pandemia. A presidenta da Contraf-CUT citou demissões feitas logo após o término da campanha salarial da categoria, promovidas pelo Santander, o Itaú e Mercantil.

A presidenta do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, Adriana Nalesso, também citada na reportagem, lembrou que as demissões começaram pelo Santander, a partir de maio, mas foi seguido por outros bancos, como o Bradesco. A presidenta da Contraf-CUT ressaltou a crueldade como são feitas as demissões, comunicadas aos bancários por videoconferência, muitas vezes na frente de suas famílias.

Para ver a reportagem da TVT, feita pelo repórter André Gianocari, clique aqui.

 

Fonte: Contraf-CUT