No dia em que completou 85 anos de luta, entidade reafirma o compromisso de combater práticas abusivas

Nessa segunda-feira (27), diretores do SINTRAF JF e bancários lacraram uma agência do Itaú no centro da cidade. O ato, que manteve a agência fechada durante o todo o dia, denunciou práticas abusivas que vêm sendo recorrentes nas agências do banco. Nos últimos dias, um trabalhador com estabilidade e histórico de adoecimento foi demitido, após anos de empenho para com suas atividades do trabalho.

De acordo com o Presidente do sindicato, Watoira Antônio de Oliveira, o Itaú tem intensificado a cobrança de metas abusivas e exposto os bancários a situações de assédio moral. Além disso, ele pontua que “essas práticas têm aumentado o índice de adoecimento nos funcionários.”. Ele ainda ressalta que “demissões de trabalhadores adoecidos e com estabilidade têm sido recorrentes no Itaú. O banco adoece o trabalhador e depois o despensa, sem se importar com a sua condição de saúde.”.

O presidente afirmou a importância da categoria na identificação dessas práticas, para isso ele pediu que os bancários denunciem situações de assédio moral ao sindicato pelo telefone (32) 3215-2249. A identidade do trabalhador é resguardada.

O ato marcou também os 85 anos de atuação do sindicato, que foi fundado no dia 27 de novembro de 1932. Sobre isso, Watoira reforça: “O SINTRAF JF é um sindicato filiado à CUT, um sindicato de luta. Estamos nas ruas em defesa não só dos direitos dos bancários e em período de campanhas salariais, mas estamos lutando pelo direito de toda a classe trabalhadora e em diversas lutas pautadas pela sociedade, pelos movimentos sociais e populares.”.

Outras medidas contra os abusos nas agências bancárias da cidade e região serão tomadas pela direção do SINTRAJ JF.

Fonte: SINTRAF JF